A famosa cidade rio-grandense é a alternativa perfeita para quem quer vivenciar o clima e o ambiente europeu no Brasil. Descubra esse roteiro com cinco dicas do que fazer em Gramado para aproveitar cada instante.

A Serra Gaúcha já é, naturalmente, belíssima. A combinação das atrações naturais com a arquitetura e cultura de grande influência europeia transforma as cidades que fazem parte do mapa da serra em um ótimo roteiro para uma viagem de carro. Chegamos no ápice quando encontramos a entrada para Gramado, a mais conceituada entre todas elas.

Com essas cinco dicas do que fazer em Gramado, você certamente já estará apto a tirar o máximo de sua viagem em quantos dias preferir:

 

Borges de Medeiros + Rua Coberta

Passear pelas charmosas cidades interioranas de nosso País já é uma ótima alternativa de lazer, não poderia ser diferente no Sul. Gramado tem ruas calmas e atrativas, com uma excelente disposição de lojas e restaurantes ao longo das calçadas. A Avenida Borges de Medeiro é a principal via da Cidade, caminho obrigatório para os que querem fazer compras ou apenas dar uma espairecida. A Rua Coberta é uma das que encontram a Borges de Medeiro, e é caminho para outros pontos de interesse, como a Palácio dos Festivais, local que recebe o famoso festival de cinema.

 

Parque do Caracol

Não fica exatamente em Gramado, mas é uma das atrações naturais mais interessantes de toda a região, suficiente para que você se desloque alguns quilômetros. É nele que você encontra a Cascata do Caracol, queda livre de mais de 130 metros, bem no meio de uma mata de araucárias. Oficialmente, o Parque do Caracol fica em Canela, podendo ser acessado todos os dias durante os períodos da tarde e da manhã.

 

Snowland

O clima invernal que faz de Gramado uma cidade tão aconchegante é muito bem explorado pelo parque indoor Snowland. Criado em 2013, o complexo de neve funciona durante o ano inteiro, não importa se você só está disponível para esquiar durante o verão. Ele fica aberto durante a semana inteira, localizado entre as cidades de Gamado e Nova Petrópolis. São várias as possibilidade de lazer no parque, radicais ou não, por isso, é aconselhável para todos de sua família.

 

Lago Negro

Um daqueles locais que você deve ir por conta própria para conseguir resumir a sensação. O Lago Negro, aberto todos os dias o tempo inteiro, é lá que você pode fazer um giro de pedalinho nas águas calmas cercadas pelos pinheiros, que compõe uma referência à Floresta Negra, na Alemanha. Por não ser muito grande, é o local perfeito para quem procura apenas por uma boa conversa em boa companhia, sem longas e cansativas caminhadas.

 

Mundo de Chocolate

Um museu inteiro com réplicas de chocolate dos mais diversos tamanhos não pode ser má ideia, verdade? Com todo o contexto das históricas fábricas de chocolate na região, é possível realizar uma inserção muito interessante no mundo dos doces. Torre Eiffel de chocolate? Tem sim! Cristo Redentor? Também tem, além de outras tantas esculturas com o doce feito com cacau, sem falar na chance de ir experimentando alguns chocolates durante a visita.

A Serra Gaúcha certamente não se resume nessas cinco dicas do que fazer em Gramado, por isso, quando for passear por lá, certifique-se de arrumar um tempo para experiências muito agradáveis de todos os tipos, e também para aproveitar sem pressa os restaurantes e as especialidades locais.